Páginas

15 de abr de 2007

"A felicidade é uma arma quente"

Quero começar este blog com esta frase, que não é a mais incrível que eu já ouvi mas que me faz delirar toda vez que a ouço.

Ela é dita em uma música chamada "Comentário à respeito de John" do Belchior.

Você pode até não gostar do Belchior, que pena pra você...rs, mas como o que interessa aqui é a frase, vamos à ela:

" A FELICIDADE É UMA ARMA QUENTE "

Arma?
Ao mesmo tempo que a palavra surpreende ela nos lembra que a felicidade, muitas vezes, assusta, fere e chega a ser violenta. Violenta não no sentido físico mas que a felicidade pode sim, trazer dor ou ser resultado de algo doloroso.

Quente?
Penso que a felicidade é como uma arma que acabou de ser disparada. Não tem volta, é recente, ainda queima... e agora nos resta contemplar...

Muito delírio?
Que bom. Este é o propósito... mais um espaço para fugirmos do concreto, das regrinhas e apenas delírarmos... de preferência com a companhia de amigos e vinho, é claro.


Seja bem vindo(a), e exercite os teus delírios.

Abraço.


Luciano Leite
luciano.leite@bol.com.br

26 comentários:

Pingüim disse...

Essa frase não é "original" da música do Belchior, da qual tenho muito apreço, mas sim, é a tradução literal da música: Happiness is a warm gun, dos Beatles. Inclusive, o título "Comentário a respeito de John" é diretamente relacionado aos Beatles.
A respeito da frase, penso que é por que a felicidade dura pouco. Até o tempo da arma esfriar, e você precisar atirar de novo para contentar-se, metaforicamente.

Ana Paula disse...

Luciano!
Muitas boas vindas!!
=D
Eu estava agora ouvindo essa mesma música e essa frase sempre me intrigou. Aí fui lá no google: "A felicidade é uma arma quente." E eis que paro aqui!
Ótimo!
Li teu comentário, mas ainda não tirei minhas conclusões.

Boa Sorte e Sucesso no teu blog!

Anônimo disse...

caro luciano, é legal quando as opiniões se aproximam a respeito de algo tão subjetivo como uma frase como essa... concordo com você e vou além. a felicidade é uma arma quente pois acabou de ser disparada e sobretudo pois acabou de ferir alguem. então se hoje estás feliz ou eu estou me deleitando com a felicidade certamente conciente ou inconcientemente fazemos alguem sofrer... num mundo onde o egocentrismo e egoismo imperam, ninguem é feliz pela felicidade alheia, na verdade, acabam sempre se sentindo feridos.

Felipe Trindade disse...

Caros pensadores,
foi um deleite deparar com este espaço, sempre gostei de especular sobre o sentido dos poemas, em especial letras de músicas brasileiras....
Quanto à frase, entendo diferentemente do Antônio, vejo que a felicidade é uma arma por conferir proteção a que a tem. Quem é feliz está imune, prtegido dos males. Na letra original dos Betles consta assim "Eu sei que ninguém pode me fazer mal Porque, felicidade é um revolver quente".
No contexto da música de Bel, entendo que a felicidade é uma arma quente contra os abusos da ditadura militar...
abraço a todos

Anônimo disse...

Santa riqueza! Cheguei aqui após buscar a bendita frase no Google, assim como o amigo acima. Claro, com a música na cabeça.

Gostei das interpretações, identifico-me mais com a do Pinguim: felicidade como condição poderosa mas efêmera e volátil, tal qual uma arma quente.

E viva ao delírio.

Anônimo disse...

Essa frase, na musica original, na verdade era de uma campanha publicitaria americana q incentivava a compra de armas, jonh lenon acho isso nojento e fez a musica

Happiness Is a Warm Gun

Anônimo disse...

Prezado colega. Muito boa a frase escolhida. Permita-me discordar da sua interpretação.

Como foi dito nos comentários de visitantes, a menção do Belchior é à música dos Beatles, que eram pacifistas. Então, a frase "a felicidade é uma arma quente" tem a ver com o fato de que o movimento pacifista/hippie considerava que bastava ser feliz para lutar contra o capitalismo e outras formas de opressão, que a felicidade e a vida fora do pragmatismo burocrático seriam formas de marcar uma oposição, de "declarar uma guerra" à ordem vigente. Foi esse o sentido pretendido pelo Belchior ao citar Beatles, não tem nada a ver com autoajuda.

Saudações!

Anônimo disse...

NÃO ERA ISSO QUE EU PROCURAVA MAS A FRASES SÃO LINDAS

Andreia Sever disse...

Gostei bastante, se fizer análises desta natureza mais vezes, não sairei de teu blog =)

Tancrêdo Silva Ferreira disse...

Acredito que na frase... Deve existir uma grande ligação assim com o sentido de eficiência.. Uma arma quente é bem mais provável que ela não venha a falhar... Assim como vc fazer uma coisa feliz terá muita chance de obter êxito... Valeu a todos.. Abraço

Wilson Reis Jr disse...

As interpretações podem ser várias e todas corretas, em um determinado contexto. Acho que podemos pensar sob outra perspectiva também. Se a arma está quente, pois foi disparada significa que quem atirou ainda está vivo. Ou seja, as vezes a felicidade vem após momentos dramáticos que exigem posturas diferentes da nossa parte. Abs

Jonatas Valle disse...

eu penso mais como uma arma mesmo, uma proteção em relação aos "inimigos" da vida (não apenas no sentido pessoal, mas entendendo inimigos como problemas não personificados tb). Ou seja: qdo estiver feliz, estará mais poderoso. Ao mesmo tempo, como uma amiga me fez pensar uma vez, é algo que não dá pra segurar por muito tempo... Como se vc pega uma batata quente, vc não consegue segurar por muito tempo certo? é por ai, mas me senti contemplado por muitos aqui. hasta!

Anônimo disse...

Poxa, eu entendo essa frase como se a felicidade de um machucasse o outro como o tiro de uma arma...

Ari Mariano disse...

Achei sentido, genial.

Unknown disse...

Parabéns!!! Exatamente isso... Perfeito!

Felipe Carvalho disse...

Parabéns!!! Exatamente isso... Perfeito!

Sandra Silva disse...

A felicidade se tem atravéz de uma arma quente, mata se pra ter pra tirar e possuir pois a felicidade está relacionada também de forma errada, com o possuir.

Anônimo disse...

A Felicidade é uma arma quente, Poderosa contra o que quer que se enfrente

Anônimo disse...

Ainda penso que a felicidade como arma, seria a pessoa estar de bem consigo mesmo e usa lá como armadura pra se defender dos inimigos tanto de pensamentos como pessoais. Pois na vida querendo ou não estamos em guerra. Cada dia o seu mal. A pessoa que se aceita se torna mais forte pra lutar. Conhecer a si mesmo. Bom dia!

Anônimo disse...

Penso assim:
Quem deseja felicidade precisa de fato atirar ( saber dizer não)

Anônimo disse...

A felicidade é uma arma quente porque dificilmente as pessoas são generosas.Quando vc está feliz, isso incomoda muita gente, agora, quando vc sofre, muitos até " compartilham" do seu sofrimento. Por isso que é arma, porque fere.

Sandra disse...

A felicidade é uma arma quente porque dificilmente as pessoas são generosas.Quando vc está feliz, isso incomoda muita gente, agora, quando vc sofre, muitos até " compartilham" do seu sofrimento. Por isso que é arma, porque fere.

Anônimo disse...

Leio essa frase da seguinte maneira:

Quer ser feliz? Então, lute. Para se alcançar esse estado de satisfação, você precisará ser diligente. Terá que ter coragem e perseverança para superar as dificuldades que se interpõem entre você e seus objetivos. Um exemplo: você quer passar no vestibular. Então, terá que sacrificar as horas de diversão, talvez algumas noites de sono, o convívio com a família, com os amigos; terá que superar a dificuldade em algumas disciplinas, a cobrança dos pais, o medo da reprovação, o nervosismo no dia da prova. Quantos “tiros” você terá que disparar para alcançar a felicidade de entrar na faculdade? Sua arma, no fim, estará “quente”.

Porém, ah porém... A felicidade não é um lugar quentinho no qual você descansará em berço esplêndido. Logo, logo terá outros objetivos na vida e seguirá por aí disparando “tiros” para alcançar novamente a tal felicidade. Você desejará que sua “arma” permaneça quente, pois o imobilismo, o conformismo, a arma fria, não combina com a felicidade.

A perspectiva do combate é constante: é preciso matar um leão por dia; é preciso disparar “tiros”, ter a “arma quente”; às vezes, é luta sangrenta, machuca, “Não chores que a vida / É luta renhida: / Viver é lutar” (Canção do Tamoio, Gonçalves Dias). Ai, como dá trabalho essa tal felicidade!

Unknown disse...

Tambem acredito que seja uma arma de felicidade, onde você tem que estar sempre disparando felicidade, nunca deixa-la esfriar, para um mundo melhor

Anônimo disse...

A felicidade é uma arma quente, pois é difícil segurá-la por muito tempo.

Anônimo disse...

Bravo!